Larissa Luz – Mama Chama Lyrics (feat. Thalma De Freitas & Manuela Rodrigues)

[Thalma de Freitas:]
Antes minha mãe era aquela que chegava e saía para o trabalho
Que ria de bochechas rebrilhantes
Que escaldava roupas brancas no fogo
Que alimentava a casa e fazia girar a grande roda da vida
Agora não
Cada vez mais reconheço nela uma mulher
Como eu
Vejo seus seios bonitos
Suas curvas dobradas em gorduras macias
Suas mãos em gestos de silêncio
Seu olhar dançando pardo no mundo

Fruto seu mundo descasca
Pisa fundo, firma o pé
Vida em mim e a mama cheia
Mergulha de cabeça e vai na fé

Chama quente ergue o corpo pra luta
Firme e forte na labuta
Fruto meu, vida em ti, vida pra fora
Me fala de rotina e de conduta
Vambora, levanta, vigora, transmuta

Ela é daquela que no escuro chega junto pra dizer:
Vamos acender
E se tá frio a mama chama chega junto pra aquecer
Vamos acender

Um talho na barriga e vida, umbigo, cicatriz
Querida é meu espelho consciente
Minha fonte referente a tudo que sou

O seu feminino brotou
Mama me deu poesia
Suprimiu qualquer agonia
Metaforizou com mestria
Pra que eu sempre soubesse escolher
Pra onde vou

Ela é daquela que no escuro chega junto pra dizer:
Vamos acender
E se tá frio a mama chama chega junto pra aquecer
Vamos acender

Ela é daquela que no escuro chega junto pra dizer:
Vamos acender
E se tá frio a mama chama chega junto pra aquecer
Vamos acender

Ela é daquela que no escuro chega junto pra dizer:
Vamos acender
E se tá frio a mama chama chega junto pra aquecer
Vamos acender

[Thalma de Freitas:]
Minha mãe, antes de sê-lo, é uma mulher
Seu corpo o denuncia
E eu não sou apenas filha
Mas a prova mais poderosa de seu feminino frutificado

Mama!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *